Cultura de Paz: Comarca de Palmas realiza 3ª Oficina de Parentalidade

Um momento voltado à reflexão, a pacificação e ao entendimento entre o casal para melhoria do convívio com os filhos. Com esse objetivo, a Comarca de Palmas realizou, pela 3ª vez, a Oficina de Parentalidade. A iniciativa é uma ação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), realizado pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Capital.

As oficinas de Parentalidade atendem à recomendação do Conselho Nacional de Justiça. Na capital, a mobilização realizada no último dia 10/11 atendeu um total de 15 ações originárias das três varas de família da Comarca, além de demandas pré-processuais do Cejusc palmense.

As oficinas são importantes ferramentas no combate aos litígios familiares mais comuns como alienação parental e disputa judicial pela guarda dos filhos menores de idade. Com ambientes direcionados às partes, às crianças e aos adolescentes, os 11 conciliadores trabalham com o público o empoderamento das famílias por meio de dinâmicas, materiais didáticos e ainda destinando um momento especial para a confraternização.

“Nosso trabalho é voltado à parte educacional. A tarefa é abordar a questão da parentalidade e chamar a atenção das partes esclarecendo que houve dissolução matrimonial, mas não a familiar. O vínculo conjugal pode ter sido rompido, mas a família permanece”, explica a conciliadora Zuleica Miranda.

Maria Gabriela – Cecom/TJTO