Ronisclei de Almeida Silva foi condenado a 12 anos de reclusão, pelo Tribunal do Júri da Comarca de Gurupi, pela morte de um morador de rua em janeiro deste ano, no centro da cidade. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (10/10).

Consta nos autos do processo que o réu e a vítima eram moradores de rua e, no dia do crime, após ingerirem bebida alcoólica, uma discussão teve início e Ronisclei deferiu diversos golpes com uma barra de ferro na cabeça e no tórax de Carlos Marcos Apolinário. A vítima veio a óbito ainda no local.

Ao julgar o caso, o Conselho de Sentença condenou o acusado pelo crime de homicídio simples; e o juiz presidente do Tribunal do Júri, Ademar Alves de Souza Filho, dosou a pena em 12 anos de reclusão em regime fechado, ao considerar os antecedentes criminais e a reprovabilidade da conduta social do réu, que responde a três ações penais no estado de Goiás. “Representando grau de reprovação da sociedade, a conduta criminosa do acusado deverá ser elevada, isto porque a vítima era seu companheiro. Logo, não era presumível que o acusado pudesse agredi-la, sem qualquer motivação aparente”, ponderou o magistrado.

Confira aqui a sentença.

Texto: Natália Rezende / Foto: Rondinelli Ribeiro

Comunicação TJTO